Header Ads

header ad

6 jogos nativos de PC que marcaram nossas vidas

Eles vinham gratuitamente no computador, salvavam nossas tardes tediosas ou acabavam com nossa produtividade. Eram os jogos gratuitos que já vinham instalados nos PCs com sistemas operacionais Windows, da Microsoft.

Diversão sem gastar um tostão.
Se hoje temos dezenas de milhares de opções de jogos para baixar na loja de aplicativos do computador, inclusive para jogar offline e em qualquer lugar, houve um tempo em que as coisas eram mais burocráticas. Para ter mais jogos instalados você basicamente precisava comprá-los em CD ou passar um dia inteiro baixando uma versão pirata na internet discada (não endossamos pirataria, ok 😉👍).

Para quem não queria fazer nem uma coisa, nem outra,  ficava a opção dos jogos que já vinham instalados ou eram oferecidos gratuitamente no CD de instalação. Na lista abaixo separamos alguns dos jogos gratuitos que saltaram da tela do computador direto para nossa memória afetiva. 

1. 3D Pinball Space Cadet

Lançado inicialmente no pacote de melhorias do Windows 95, Space Cadet era um jogo de pinball em que você poderia avançar para níveis mais difíceis conforme concluía missões dentro do jogo. A última versão de Windows a tê-lo como jogo nativo foi o Windows XP.

Vem, vem, pra minha nave espacial...

Bem, não há muito a se dizer sobre um jogo de pinball. O que diferencia um pinball do outro são os obstáculos, disposições e a programação visual empregada. No caso de Space Cadet, a programação visual tinha inspirações no espaço sideral.

E a memória afetiva que muitos de nós adquirimos desse jogo passa justamente por essa programação visual. Quem nunca passou uma tarde sem nada pra fazer no trabalho, na década de 2000, e não acabou recorrendo a esse simpático pinball das estrelas?

Ainda assim, o Space Cadet tem uma história controversa envolvendo seu porte para versões 64 bits do sistema operacional Windows. Após várias tentativas de resolver um erro de código não identificado (e o jogo nem foi desenvolvido pela Microsoft, o que deixava as coisas ainda mais difíceis), a empresa decidiu não mais oferecê-lo nos pacotes que vieram depois do Windows Vista. Você pode ver essa história com mais detalhes aqui.

2. Hover!

Hover! era um jogo desenvolvido pela Microsoft e vinha no CD de instalação do Windows 95. Era uma tentativa até bem competente de criação de um game em 3D com cenário futurista. O jogo era em primeira pessoa e sua ação se desenvolvia dentro do que supostamente seria um carro. 

O objetivo do jogo era recolher bandeiras espalhadas pelos cenários, que graficamente mudavam bastante, mas não iam além de pisos, paredes e escadas. Em outras palavras, o jogo era mais básico do que aparentava à primeira vista, mas saciava parte daquele desejo por coisas futuristas que movia muitas pessoas naquela época, especialmente os mais jovens.

O futuro já começou™
Cabe lembrar também que ele vem de uma época em que a Microsoft, já consolidada no mercado de computadores pessoais, passava a olhar com forte interesse para o mercado de games.

A primeira versão do DirectX seria lançada em setembro de 1995, um mês depois do lançamento do sistema operacional, o desenvolvimento do primeiro XBox começaria logo mais, em 1998, e seu lançamento viria em 2001. Com um game como Hover! rodando no PC de casa ficava mais fácil acreditar na capacidade da Microsoft em produzir um bom console.

Versão repaginada de Hover! lançada em 2013.

Em 2013 a Microsoft lançou um remake do jogo pra rodar em Internet Explorer (nem tudo é perfeito!).

3. Ski Free

Jogo que vinha junto com o pacote Windows 3.0 de 1991, em que você controlava um esquiador montanha abaixo, muito antes do excelente Alto's Adventure.

Você quer brincar na neve?
Em Ski Free o jogador tinha que se preocupar com a direção do personagem, com a velocidade atingida e com os obstáculos pelo caminho (logo no começo você escolhe "com emoção" ou "sem emoção" só por seguir uma direção específica), especialmente pedras e árvores.

Acredite se quiser: esse arco-íris aí no meio é uma rampa(!!!).

Mas o ponto alto do jogo era quando um yeti (criatura lendária eternizada como "abominável homem das neves" num episódio de Chapolin, lembra?) começava a perseguir o esquiador. Para escapar do yeti era preciso apertar a tecla F, que deixava o esquiador bem mais rápido. Mas nem todo mundo sabia disso.

Crianças tinham pesadelo com essa cena. Sim ou Claro?

Os gráficos pra lá de simples e ausência de música de fundo eram outras marcas desse jogo. Mas é bom não esquecer que a integração entre computadores pessoais e jogos de videogame ainda não era uma realidade naquele momento.

O jogo caiu no ostracismo nas últimas décadas e nem é preciso dizer que ele não é oferecido no Windows há muito tempo. Mas o monstro das neves voltou a viver momentos de glória, e hoje em dia é estrela de muitos memes.

"O momento mais assustador da sua infância"
🔻🔻🔻🔻🔻🔻🔻🔻🔻🔻🔻🔻🔻🔻🔻🔻🔻🔻🔻🔻

Tem uma camiseta do Yeti de Ski Free em nossa coleção, nas versões masculina e feminina, em várias cores. Todas aquelas cenas, quadro a quadro, que te aterrorizavam quando você era criança, agora vão te divertir. 

Você pode adquirir na nossa loja oficial, ou na nossa vitrine.
🔺🔺🔺🔺🔺🔺🔺🔺🔺🔺🔺🔺🔺🔺🔺🔺🔺🔺🔺🔺

4. Campo Minado

Mais fácil de programar entre os jogos apresentados nessa lista, Campo Minado tem sido lançado desde 1989 não apenas no Windows mas também no Linux. Versões para celular também são facilmente encontradas gratuitamente por aí. 

O objetivo do jogo era explorar todo o tabuleiro, exceto os espaços em que havia bombas. Se não clicasse em nenhuma bomba, ganhava o jogo. Os espaços em que não havia perigo estavam dispostos dentro de uma ordem lógica, mas nem todo mundo compreendia essa ordem. 

Isso fazia com que o jogo Campo Minado até fosse popular, mas não tivesse um engajamento tão grande como o do jogo que encerra essa lista. 

Para jogar isso aqui é BOMBA!

5. Purble Place

Jogo com estética mais infantil nessa lista, o Purble Place foi desenvolvido pela Oberon Games e vinha gratuitamente no Windows Vista e no Windows 7. Consistia numa série de mini-games envolvendo monstros fofinhos. Um dos mais marcantes era o de montagem de bolos, mas também tinha um jogo de memória e outro para montar os próprios monstrinhos.


Bora bater aquele bolinho inocente? 
Monte a sequência certa ou sonhe com esses monstros ahm... fofos.



Por ser meio infantilzão só as crianças gostavam, certo? Mais ou menos... 

Imagine que você está em algum lugar, sem nada para fazer e com internet restrita. Você só tem um jogo de monstrinhos fofuxos pra te entreter. O que você faz? Pois é.

6. Solitaire (Paciência)

Por último e não menos importante, o mais clássico dos clássicos. A versão para computador do jogo de cartas Paciência é, provavelmente, o jogo mais imortal entre os citados aqui. Nem todo mundo que está lendo esse artigo conhece todos os outros jogos dessa lista curta, mas quase todo mundo já jogou Paciência!

Jogado por pessoas de ambos  os sexos, todas as idades, escolaridades e interesses desde sua primeira aparição no Windows 3.0, em 1991, Paciência chegou a se tornar símbolo de tempo livre e falta do que fazer. 
Não é muito raro encontrar memes com fotos de funcionários públicos de diferentes países jogando paciência - o que seria, entre outras coisas, uma prova da ineficiência estatal.

Vamos pôr o baralho em ordem!
O fato é que a versão nativa de paciência fez tanto sucesso nos computadores com Windows que incontáveis outras versões foram desenvolvidas para outras plataformas. Além disso, ainda é possível encontrar versões e variações do jogo em sies como Jogatina e Haja Paciência - onde você pode encontrar as variações "russa" e "mineira"(!!!) do jogo.

Bônus: Mahjong Titans

Hoje designado como Microsoft Mahjong, o Mahjong Titans era jogo nativo no Windows Vista e do Windows 7, exceto as versões Basic e Home Edition. Foi desenvolvido inicialmente pela Oberon, mesma empresa por trás do Purble Place.


O relatório pode esperar.
Tratava-se de uma versão eletrônica do Mahjong, tradicional jogo chinês cujas peças e regras têm suas semelhanças com o dominó. Mas o sucesso do Mahjong foi construído a partir da construção de uma semelhança entre ele e o jogo de cartas Paciência, ao ponto dele ganhar o nome informal de "Shangai Solitaire" (algo como "Paciência de Xangai").

Originalmente, vale a pena repetir, Mahjong se parece mais com dominó do que carteado. Mas a dinâmica da formação de pares junto à disposição das peças no tabuleiro virtual, transformaram tardes preguiçosas antes recheadas de cartas de baralho em tardes embaladas num "Paciência chinês".

E você? Tem outro jogo nativo de Windows que tenha te marcado profundamente?

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.