Header Ads

13 erros que as pessoas cometem ao comprar um gaming computer (parte I)

Existe muito mais conteúdo interessante na gringa do que aquilo que gira em torno do Gamespot ou do IGN, o que não quer dizer que tais sites sejam ruins. Sites como o Indie Watch ou o Cheat Sheet também oferecem um conteúdo muito bom para quem entende inglês e se interessa por games e tecnologias.

É desse último que tiramos o tema das próximas postagens. Publicada em 12 de março desse ano, a lista com os erros mais comuns que as pessoas cometem ao comprar um computador para jogos não será publicada por aqui na forma de uma tradução literal (inclusive, se você quiser pode ler a postagem original por aqui), mas garanto que as dicas dessa lista podem ser muito úteis, especialmente para quem quer comprar/montar uma máquina potente para jogos e nunca havia feito isso antes.

Há muito o que você precisa saber antes de comprar um computador, e se você for focar em jogos as coisas ficam ainda mais complicadas. Para jogar os últimos e mais badalados jogos em um computador, sua plataforma precisará ter uma capacidade maior que o destinado a tarefas corriqueiras.

A sala dos sonhos de muita gente (por PinsDaddy).
Supondo que você talvez não tenha uma conta bancária tão favorável, é interessante considerar PCs de bom valor que equilibrem preço e desempenho, tanto pré-construídos quanto máquinas que você deseja montar. É hora de abrir o olho para alguns erros que parecem bobos, mas que volta e meia são cometidos quando o assunto é gaming computer.

1. Comprar uma máquina porque ela parece legal

Esse erro é bem parecido com a ideia de que maior é melhor. Um equipamento com design modernoso, iluminação elegante, jeito de nave espacial pode muito bem não ter os componentes internos necessários para uma boa experiência de jogos  que é o que realmente importa.

MSI Aegis: apesar do visual instigante não se trata de uma máquina
tão potente assim, segundo artigo do Cheat Sheet.

Não apenas isto: uma caixa preta simples pode, em muitos casos, superar um computador cheio de pirotecnias, desde que tenha os componentes certo.

Atenção: o que estamos dizendo aqui não é "todo computador estiloso é uma fraude, prefira os de design simples". Tampouco que "os melhores componentes estão dentro de CPUs simplórias. Dizemos, sim, é que o que importa na execução do jogo é aquilo que não se vê. É aquilo que está protegido dentro da caixa, não aquilo que faz a caixa parecer mais "irada".

2. Esquecer de avaliar se pretende jogar jogos pesados  e o quanto esse jogos podem ocupar ainda mais espaço.

Sim, há muitos jogos legais por aí que não chegam a pesar 1 GB. São estes que você quer jogar? Ótimo. Então não se aventure nos mais pesados. Não são esses? Pois bem, há jogos bastante elaborados nos dias atuais que, muito facilmente, chegam a pesar 30 GB. É mais que a memória de muito computador comercializado nos anos 2000.

Deus Ex: Mankind Divided, eleito game mais pesado da atualidade pelo CustoGamer
em novembro de 2016 — a versão  para XBox One começa em 38.8 GB.

Não bastasse isso, é muito comum hoje em dia que jogos lancem conteúdo adicional  especialmente as famosas DLCs. Aquela DLC cheia de melhorias e conteúdo novinho em folha pode te deixar felizão, mas tem um custo na ocupação de espaço no seu computador.

Cabe levantar a hipótese de instalar apenas um jogo monstrão em seu computador, jogá-lo até não poder mais e desinstalá-lo antes de instalar um novo  especialmente se seu computador for bom mas não tanto. Mas se você quiser ser do tipo que tem vários e vários jogos pesadíssimos instalados ao mesmo tempo, então não vai ter jeito: o HD deverá ter uma atenção especial.

3. Analisar as configurações mas sem pensar no futuro

Se no itens anteriores nós convidamos você a não tirar os olhos dos aspectos técnicos do seu computador, no atual item nós lembramos que, mesmo assim, você pode cometer erros. Os jogos de PC avançam rapidamente, e é por isso que seus tamanhos de arquivo continuam ficando maiores.

À medida que avançam, eles exigem cada vez mais do hardware que os executa. O ciclo de atualização de PCs de jogos pode ser muito mais rápido do que o de consoles como Xbox e Playstation. Embora geralmente você possa aguardar um pouco para atualizar seu computador e apenas executar jogos mais recentes em configurações mais baixas, se você esperar tempo demais acabará por não conseguir executar jogos.

 A última coisa que você quer fazer é comprar um computador e depois descobrir que quando você precisa atualizá-lo, você realmente precisa substituir todo o computador. Embora não haja nenhuma maneira de impedir absolutamente que seu computador fique obsoleto algum dia, você pode planejar maneiras de atrasar essa necessidade.

Assegurar que você tenha portas e compartimentos adicionais para instalar armazenamento adicional é algo que poderá de ajudar, além de não ser tarefa difícil. Um aspecto chave aqui, segundo o artigo do Cheat Sheet, é escolher uma placa-mãe que não tenha sido datada. Se você comprar uma placa-mãe com um soquete de CPU que não é compatível com os mais recentes processadores Intel ou AMD, então você basicamente se bloqueia no uso de uma CPU datada e também precisará fazer muito mais trocas de peças quando você finalmente atualiza ( O que equivale a gastar muito mais dinheiro também).

4. Ignorar a importância da fonte de alimentação

Essa parte é negligenciada, muitas vezes, porque mesmo se você usar uma fonte de qualidade questionável, seu computador continuará funcionando. O fato de continuar funcionando não quer dizer muita coisa -- não quer dizer, especialmente, que sua economia nessa parte não reflitirá num gasto extra mais a diante.


Além de, potencialmente resultar num desempenho sub-ótimo, o uso de uma fontes de alimentação não tão boa pode danificar ou destruir seus componentes, aumentar drasticamente sua conta de energia no final do mês ou até mesmo iniciar um incêndio.

 Você também precisará certificar-se de que o fornecimento de energia tenha uma potência suficientemente alta para realmente suportar todos os componentes do seu computador. Uma boa CPU e GPU exigirão mais energia do que o computador médio não destinado especialmente a jogos. Você pode usar um site como PCPartPicker.com para estimar os requisitos de potência de sua compilação e garantir que você obtenha uma fonte de energia que exceda esse total.

Se você sabe que você vai adicionar mais componentes mais tarde, é bom planejar isso e comprar uma fonte de energia que poderá acomodar as futuras atualizações para que você não tenha que comprar uma nova fonte de alimentação a todo momento.

Em breve, mais erros que as pessoas cometem ao comprar um gaming computer na segunda parte desse artigo.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.