Header Ads

'Angry Birds Evolution' é divertido, mas pouco inovador

E3 comendo solta. Nintendo, após vários anos, fazendo uma apresentação decente. Microsoft anunciando Xbox One X. Sony anunciando remake de 'Shadow of the Colossus' para o Playstation 4 Pro e nós vamos falar de Angry Birds? Sim. A franquia lançada no fim dos anos 2000, que dominou os smartphones por um bom tempo e que já teve vários altos e baixos lançou novo título enquanto boa parte da mídia gamer estava com os olhos voltados para a E3.

Muitos, muitos passarinhos novos!

Angry Birds Evolution é como alguns dos títulos recentes da franquia, que são um ponto fora da curva pero no mucho  caso de Angry Birds Action!, por exemplo. Dessa vez, o famoso estilingue não está presente (embora os passarinhos tenham alguma propulsão). 

Os personagens jogáveis precisam atingir os inimigos dentro de um cercadinho e se comportam como bolas de bilhar — como era em Angry Birds Action!. A "evolução" prometida no título talvez fique a cargo dos novos personagens jogáveis e de cenários bem mais bem desenhados que em Angry Birds Action!. 

O layout dos personagens é aquele mesmo que vem sendo usado desde o longa-metragem lançado ano passado  aquele que mistura os Angry Birds originais com o Piu-piu monstro, e que eu já falei que não curtia

Ninguém pode reclamar da produção gráfica.

Enfim, nada de muito empolgante. Talvez os dois últimos momentos empolgantes da franquia tenham sido os lançamentos de Angry Birds GO e Angry Birds 2. De resto, vamos acompanhando um título aqui outro ali, enquanto saem aquelas manchetes de sempre dando conta de que a Rovio demitiu alguns funcionários.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.