Header Ads

header ad

XBOX e o desafio inglório de conquistar o ❤ do Japão

Phil Spencer, cabeça do XBox (segundo sua bio no Twittergerou notinhas por aí ao responder um usuário da rede social sobre o Project Scorpio e o Japão. "(Há) Bastante interesse de desenvolvedores no Scorpio/XB1. Testei vários novos jogos. Não posso compartilhar detalhes, mas o Japão foi uma ótima viagem.", afirmou.

O Project Scorpio vem sendo desenvolvido pela Microsoft há algum tempo, e tem previsão de lançamento no fim de 2017. É descrito no site oficial como "console mais poderoso de todos os tempos", promete jogos em 4K, 8 núcleos de CPU e só falta levantar supino reto com 100 kg em cada lado.

O alegado interesse dos produtores, não sendo blefe, é algo muito positivo para o console (o vindouro, claro, XOne já é caso perdido naquele país). Mas a questão cultural ainda influencia muito na escolha do consumidor japonês.

Desde sempre, consoles da série Xbox nunca se deram bem no mercado da terra do sol nascente. Há meses em que o VG Chartz acusa vendas de Xbox naquele país num número menor que 10% do obtido pelas japonesas Nintendo e Sony.

No natal de 2016, por exemplo, enquanto o Playstation 4 vendeu mais de 104 mil unidades e o Wii U, num mal momento, vendeu 8300 unidades, o Xbox One vendeu pouco mais de oitocentas unidades (confira os detalhes no VG Chartz).

Melhor imagem para a frase "tô só olhando".

Chega a ser curioso que o perfil do Xbox tenha parabenizado a Nintendo pelo lançamento do Switch divulgando um gif feito em ambiente Xbox de um "desbloqueio de conquista rara".

Se é rara ou não, a conquista do Japão pelo Xbox ainda não saiu da mira da Microsoft. É um trabalho árduo que vai muito além da transformação do console num monstro. Mas, se não for mero blefe de galanteador, o dever de casa está sendo feito.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.