Header Ads

'Trajes Fatais': podem acreditar, é um ótimo jogo de luta brasileiro #Repost

Publicado no antigo GameLover.org originalmente em 5 de abril de 2016 por M. Roger.


OLHA A PEIXEIRA e SE JOGA!
Trajes Fatais - Produção brasileira de responsabilidade da Onanim Studio
Parece incrível que em meio a tanta coisa ruim que está acontecendo em nosso país nos últimos anos algo tão bom seria produzido no Brasil.

Estou falando de Trajes Fatais, jogo de luta brasileiro inspirado em grandes franquias no estilo 2D consagrados nos arcades, como The King of Figthers por exemplo que está sendo desenvolvido por Onanim Studio.

Aparentemente o jogo será lançado para PC, mas dependendo da repercussão e aceitação do público quem sabe ele não venha a desembarcar nos consoles e dispositivos móveis, com tablets e celulares também.

A história do jogo é tanto quanto inusitada, mas serve bem de plano de fundo para justificar as habilidades e motivo das batalhas. Os personagens estão participando de um festa a fantasia e uma entidade dá poder aos convidados de acordo com sua fantasia.
Animações e movimentação fácil garantem a diversão.
A mecânica do jogo é relativamente simples, pois possui apenas um único botão para realizar golpes que, em conjunto aos direcionais, com toques e realização do comandos o jogador terá um boa gama de golpes para realizações de combos.

A grande novidade fica por conta do medidor de saúde, ao invés das tradicionais barras foram adicionados círculos, a cada círculo esvaziado o personagem o personagem não poderá ser atingido novamente, evitando assim combos infinitos, quando isso acontecer a indicação de um X surgirá rapidamente sobre o personagem.

Outra coisa que chamou a atenção é que todos personagens possuem os mesmos comandos para a execução de golpes e especiais, o que, de alguma forma pode ser bom, pois desobriga ao jogador ter que aprender os comando básicos de cada lutador.



Além disso, o jogo conta com um sistema que permite que o jogador evite alguns golpes, ou mesmo a maioria deles, basta atacar no exato momento em que o adversário atacar, então os dois golpes colidem e ninguém sofrerá dano.

Outro recurso bem legal presente em diversos jogos de luta é “zoom out”, que nada mais é que um afastamento da câmera, aumentando assim a área útil dos cenários à medida que os personagens se afastam um do outro.

Uma coisa que me preocupa é que, pelo visto, todos os personagens contarão com uma versão alter ego, que nada mais é que outra versão de um mesmo personagem, isso pode ser ruim já que há apenas 6 personagens, entretanto foram anunciados 12 personagens e com a liberação do trailer da personagem Lucy B-Side (7ª personagem) podemos deduzir que aconteça da mesma forma para os demais personagens.


Já temos, na história dos jogos de lut,a um game que tinha essa mesma formula de personagens com alter ego. Me refiro ao Rumble Roses para PS2. O que fez a série fracassar foi a falta de um enredo convincente e as poucas personagens. Sim, só haviam garotas para jogar, das quais todas possuíam uma versão alter ego. Outro agravante era a dificuldade em jogar, pois no jogo não havia move list (lista de golpes), mas ele utiliza uma mecânica de golpes com o botão de agarrar mais alguma direção e com uma enorme gama de variações. Por exemplo: oponente de costas, oponente caído com a cabeça voltada para você, oponente nas cordas do ringue, etc.


Estou confiante com o Trajes Fatais, e pelo fato de ser um produção brasileira fico mais empolgado ainda, e para que todos possa tirar suas conclusões segue o link para acesso ao beta do jogo: Clique para baixar o beta
Direct X Necessário: Clique para baixar
Acompanhes as novidade pela página oficial do jogo no Facebook e Canal no YouTube.
Canal Trajes Fatais
As imagens desse post são de divulgação.
E não é danada tem samba no pé.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.